Se você atua no mercado financeiro, não importa qual técnica você utilize, é de extrema importância entender como o mercado funciona, as principais economias, a política e os indicadores econômicos, para poder operar qualquer ativo.  
 
O ICC tem por finalidade medir a confiança do consumidor através de relatórios que partem de pesquisas feitas com pessoas de diversos lugares e no Brasil quem faz o levantamento desses dados é a FGV (fundação Getúlio Vargas), já nos Estados Unidos o levantamento é feito pelo The Conference Board.  
 
É interessante entender que para extração desses dados são realizadas perguntas específicas para angariar o maior número de informações possíveis que dão parâmetros importantíssimos. As entrevistas acontecem pelas ruas ou contato via telefone e baseadas nessas perguntas, os institutos conseguem ter um senso de prováveis compras e gastos desses consumidores para os próximos meses (de 3 a 6 meses dependendo do instituto).  
 
Esse dado também é utilizado pelo Banco Central Americano para poder ter uma ideia do termômetro da economia, já que quando os consumidores estão inclinados à consumir mais, a economia tende a performar melhor.  
 
Porém, tanto os dados levantados pela FGV no Brasil, quanto os que são feitos pelo The Conference Board nos EUA são índices de acompanhamento e dificilmente eles criam variações e oscilações no dólar, ou seja, raramente criam grande movimentação no mercado financeiro, servindo mais como base para sabermos se a tendência de consumo é positiva ou negativa.  
 
É importante ressaltar que esses dados saem na última terça-feira de cada mês para quem tem interesse em acompanha-lo.